//Vestidos produzidos por mãos lageanas

Vestidos produzidos por mãos lageanas

Quem olha os vestidos usados pelas rainhas e princesas da Festa Nacional do Pinhão não imagina o carinho e a dedicação em cada detalhes das peças. Durante os 30 anos do evento, as jovens que representaram Lages em Santa Catarina e no país, têm vestido trajes pensados e preparados especialmente para elas.

Mas além de observar o vestido e ver uma roupa bonita, há o cuidado em deixar a marca da pessoa que fez e, também as tradições do lugar onde a festa acontece. E é isso que a estilista Berenice Lopes Omizzolo pretende ao criar e confeccionar os vestidos da realeza da 30ª Festa Nacional do Pinhão. O ano é de comemoração não apenas para Lages, mas também para ela, afinal é a décima vez que recebe a tarefa de vestir as jovens que representam a festa.

Berenice e a filha, que também é estilista, Ana Lopes, comentaram sobre o que fariam este ano caso fossem chamadas para elaborar o figurino, mas não sabiam que o tom de brincadeira se tornaria realidade. Depois do concurso de escolha da rainha e princesas, o superintendente da Fundação Cultural de Lages, Giba Ronconi, foi até ao ateliê de Berenice e fez o convite para que ela produzisse os trajes de passeio e também o de gala. Prontamente, a estilista aceitou. Ela é apaixonada pelo que faz.

Os primeiros traços da criação dos vestidos já estão no papel e, em um mês, a equipe de cinco profissionais produziu dois trajes de passeio para cada uma das meninas. Agora, a equipe produz os vestidos de gala. A produção das roupas é 100% artesanal e lageana, o que agrega no significado de cada peça. A estilista enfatiza que o trabalho da equipe enriquece o trabalho.  

Para criar as peças, Berenice foi pesquisar sobre os 30 anos da festa e o que poderia apresentar de diferente. E chegou à conclusão de que a referência dos vestidos deveria ser a riqueza da festa, as lidas no campo e as gineteadas. “Todo vestido carrega uma história em especial”, completa Berenice, destacando que a preocupação é que, ao olharem os vestidos, turistas e lageanos vejam a história da cidade e da festa representada. “Além disso, deve mostrar o amor do lageano pela festa.”

Berenice e sua equipe