//Turistas provam novidades culinárias com pinhão

Turistas provam novidades culinárias com pinhão

Há três anos trabalhando no Parque Conta Dinheiro, em um box vendendo paçoca e entrevero, além de outros lanches, Gleverson Alves de Souza, afirma que é importante que os preços sejam tabelados. “Pois quem ganha com isso são os consumidores”.

A família de Tafarell é de Florianópolis esteve nesta terça-feira na Festa do Pinhão, e aproveitou para experimentar um dos pratos a base da semente, oferecido pelo box de Gleverson. O lanche escolhido pelos visitantes, foi um cachorro-quente de pinhão. “Como gostamos de novidades, escolhemos algo que nunca comemos”. disse.

O coordenador do Procon de Lages, Júlio Borba, afirma que o órgão não está no Parque de Exposições Conta Dinheiro fazendo a fiscalização do preço praticado pelos boxes de alimentação. Entretanto, quem se sentir lesado deve tirar uma nota fiscal e procurar o Procon durante o dia, das 8 até às 17h, para fazer a reclamação.

O foco da entidade, nesta semana, é fiscalizar o abuso de preços que podem ser praticados pelos postos de combustíveis. “Estamos trabalhando para que o maior número de consumidores possa abastecer seus veículos usando as mais diversas formas de pagamento, dinheiro, cartão débito e cartão crédito, isto tem sido a prioridade nossa porque envolve um número maior de pessoas que podem ser lesadas”, explica. Além do combustível o preço dos alimentos nos mercados e padarias fazem parte da fiscalização.