//Dona Glauci ensina como fazer uma paçoca tradicional de pinhão

Dona Glauci ensina como fazer uma paçoca tradicional de pinhão

Quem passa pelo Calçadão da Praça João Costa pode ver o movimento aumentando a cada dia. É a Festa Nacional do Pinhão que chega primeiro ali, com o Recanto do Pinhão. E são nos stands de alimento que vemos muitos rostos conhecidos, são várias entidades locais que fazem tudo ficar ainda mais gostoso no local.

Tem pinhão cozido, ponche, entrevero e a tradicional paçoca. Para Glaucimary Françosi, 61 anos, estar presente no evento já é uma tradição, afinal, iniciou os trabalhos desde que o Recanto nasceu. Dona Glauci lembra da época que vendia pinhão em cacho. Ela é fundadora do Grupo de Apoio Regional para Reabilitação da AIDS – Garra, uma ONG criada em 1993.

A sede é localizada na Rua Sete de Setembro 1271 nos fundos de sua casa e o local é mantido através de aluguel. Em tempos não muito fáceis, a barraquinha no Recanto vai contribuir para a entidade arcar com algumas despesas. A ONG auxilia portadores de AIDS e familiares. Atualmente, está atendendo menos, por não ter recursos para a manutenção.

“Íamos aos bairros conversar sobre o assunto e assim trazíamos as pessoas, no famoso boca-a-boca,” recorda ela, que quer retomar logo os trabalhos. Para a receita de paçoca de pinhão, ela diz que é feita de forma tradicional, mas é claro, com uma pitada de amor!

Ingredientes

  • 5kg pinhão cozido e moído
  • 2kg carne moída de porco
  • Óleo a gosto
  • Temperos – Verdes, cebola e alho a gosto
  • Sal a gosto

Forma de preparo

Dona Glauci não tritura o pinhão no liquidificador nem em máquina elétrica, pois diz que o resultado destes procedimentos é um farelo. Para que fique com pedaços “graúdos” ela tritura na máquina manual. Frita a carne com os temperos, depois mistura o pinhão e só no final arruma o sal. Ela gosta, também, que colocar um pouco de óleo para umedecer. E pronto! Bom apetite.

Serve 10 pessoas

 

Por Agnes Samantha – Fotos: Agnes Samantha